As religiões surgiram como uma forma dos humanos responderem suas dúvidas existenciais: como surgiu a vida? O que acontece após a morte? As religiões estão muito fortemente ligadas à nossa cultura e à nossa noção de moral. Acontece que, num mundo tão grande, existem várias fés que muitos de nós desconhecemos totalmente. Conheça uma lista com 13 religiões que você provavelmente nem sabia que existiam.

1. Baha’i

bhaai

A fé Baha’i foi fundada no século 19, na Pérsia, pelo profeta Baha’u’llah. Eles acreditam na unidade espiritual de toda a humanidade e creem num Deus único, que a mente humana não é capaz de compreender. Dessa forma, para eles, todos os ensinamentos de amor e tolerância de Krishna, Buda, Jesus, Maomé e Abraão são válidos, e o fanatismo e a intolerância são responsáveis pelos conflitos.  Existem cerca de 5 milhões de seguidores de baha’i no mundo.

2. Eckankar

Eckankar é um movimento religioso criado em 1965 pelo americano John Paul Twitchell. É descrita como a religião da “Luz e Som de Deus”. Eles acreditam na reencarnação para atingir a libertação espiritual, até a reunificação com o espírito divino Eck. Em Minnesota, nos Estados Unidos, existe um templo eckankar, uma capela ao ar livre e o Campus Universitário Espiritual ECK.

3. Cheondoísmo

O cheondoísmo surgiu na Coreia, no século 20, com base no xamanismo e no budismo. Essa é a principal religião hoje na Coréia do Norte. Eles acreditam que Deus existe dentro de cada pessoa e devemos tem boas atitudes na Terra, uma vez que, para eles, não existe vida após a morte.

4. Asatrú

astaru

Asatrú é uma religião neopagã que busca reviver as crenças nórdica que existiam no tempo dos vikings. Politeísta e baseada em lendas míticas, fundamenta-se na vivência das “Nove Nobres Virtudes”: Coragem, Verdade, Honra, Fidelidade, Disciplina, Hospitalidade, Laboriosidade, Independência e Perseverança. Asatrú surgiu na Islândia nos anos 60, onde é oficialmente reconhecida, assim como na Dinamarca e na Noruega.

5. Zoroastranismo

zoroastr

O zoroastranismo é baseado nos ensinamentos do profeta iraniano Zoroastro, que viveu no primeiro milênio antes de Cristo. A base da religião é a crença em um Deus universal, o Ahura Mazda, que vivia em conflito com as forças do caos, lideradas por Arimã. Um salvador chegaria à Terra para terminar a luta entre o mal e o bem. Tais concepções religiosas do zoroastranismo, como a crença no paraíso, na ressurreição, no juízo final e na vinda de um messias, teriam influenciado as grandes religiões, como cristianismo e islamismo. Hoje, existem cerca de 150 mil seguidores da religião, principalmente na Índia e no Irã.

6. Mazdakismo

O mazdakismo foi fundado pelo profeta Mazdak, no século 6 A.C. Mazdak era um socialista na Pérsia e criou essa religião como uma crítica ao zoroastranismo. O mazdakismo  pregava a diminuição das formalidades religiosas, do acumulo de riqueza e o fim do clero. Para eles, a outra religião oprimia o povo persa e causava muita pobreza.

7. Builders of the Adytum

Builders of the Adytum, ou Construtores de Adytum (também conhecida como BOTA), foi criada pelo Dr. Paul Foster Case, na California. A BOTA é dedicada ao estudo, prática e adoração da Tradição dos Mistérios Ocidentais – ou seja, psicologia esotérica, tarô oculto, Cabala, astrologia e técnicas de meditação. Existem cerca de 5 mil seguidores no mundo hoje.

8. Jainismo

jain-tempo

O jainismo surgiu na Índia há 2500 anos e tem hoje cerca de 4 milhões de seguidores. A religião tem vários templos na Índia. Possui elementos do hinduísmo e do budismo. Eles não acrediram em nenhum Deus criador, e buscam atingir a perfeição espiritual através de ciclos de renascimento. Para se livrar do karma durante a vida, é preciso seguir doze votos, como praticar a não violência e não consumir produtos de origem animal.

9. Falun Gong

O Falun Gong é um movimento religioso fundado em 1992, na China, por Li Hongzhi. Combina elementos do budismo, taoismo, confucionismo e folclore tradicional chinês. O movimento tem como objetivo conseguir a renovação mental e espiritual através da meditação. O governo chinês passou a perseguir a Falun Gong, que em 1999 já tinha quase 10 milhões de seguidores. O fundador fugiu para os Estados Unidos, e, mesmo com a repressão, a religião ainda tem milhões de fieis.

10. Aladura

Aladura tem cerca de um milhão de seguidores, a maioria na Nigéria. Surgida no início do século 20, é uma mistura de tradições anglicanas com rituais africanos. A religião acredita na cura pelo profeta, uma resposta aos movimentos missionários na África. O líderes da fé são conhecidos como profetas que tem o poder da cura, através de rituais e reza.

11. Caodaísmo

caodai

Religião que surgiu no Vietnã em 1926, o caodaísmo, nome que significa a “terceira grande amnistia religiosa universal”, combina elementos do taoísmo, budismo, confucionismo e catolicismo. Atualmente, tem cerca de 6 milhões de seguidores. A missão dessa religião é tornar o mundo mais tolerante. Eles acreditam em um deus único, o Cao Dai, responsável pela criação da vida. Os seguidores dessa fé também acreditam em reencarnação e karma.

12. Igreja da Unificação

A Igreja da Unificação surgiu na Coreia do Sul em 1954. Descrita como uma interpretação única do cristianismo, a fé tem cerca de 3 milhões de seguidores, que acreditam que o fundador, Sun Myung Moon, é um messias e salvador da humanidade. A Igreja da Unificação busca a salvação através da restauração de uma nova família verdadeira. Por isso, eles promovem grandes casamentos coletivos.

13. Mandeísmo

O mandeísmo surgiu na região da Mesopotâmia no primeiro século depois de Cristo. Os seguidores da religião acreditam que Jesus foi um falso messias, que corrompeu os ensinamentos de João Batista. O batismo e João tem um lugar especial na mitologia da religião, assim como Adão, Abel, Noé. Abraão, Moisés e Mohamed também são considerados falsos profetas. Existiam cerca de 70 mil seguidores do mandeísmo em comunidades indigenas no Iraque, antes da guerra em 2003. Com a guerra e perseguições religiosas, sobraram apenas 5 mil mandeístas.
Fonte: SUPER

Anúncios