Embora nenhuma ocorrência tenha sido realmente comprovada até hoje, há sempre dezenas de histórias de pessoas, em diferentes pontos do planeta, que alegaram de alguma forma ter feito contato com seres extraterrestres. Mais interessantes do que a histórias em si, no entanto, são as declarações de como cada um reagiu ao suposto contato com um ente de outro planeta.
Imagine que realmente haja alienígenas e um dia eles vão visitar a Terra.

O que você faria se eles contatassem justamente você entre os sete bilhões de habitantes do planeta? Confira dez dicas de como se portar nesta situação:

10 – NÃO PRECISA ESCONDER OBJETOS DE VALOR

Se você imagina que extraterrestres viriam para cá pensando em tomar nossas riquezas como ouro, prata e pedras preciosas, e pensa em esconder seus valores longe do alcance deles, poupe seu tempo. Alienígenas jamais estariam interessados em nosso ouro, por exemplo, porque a energia necessária para criar tais elementos por fusão nuclear é muito menor do que a exigida para uma viagem interestelar. Não seria por artefatos desse tipo que eles se disporiam a vir para cá.

9 – NÃO SEJA AMEAÇADOR

Se um extraterrestre apontar uma arma para você, não entre em pânico. Se te abduzirem e te levarem à nave deles, procure manter a calma. Provavelmente, é apenas uma atitude de precaução; se eles o quisessem morto, cuidariam disso antes que você tivesse a chance de vê-los, devido à avançada tecnologia. É pouco provável que eles queiram cortá-lo para te analisar por dentro: se até nós somos capazes de descobrir o interior de organismos com máquinas externas e inofensivas, eles devem tirar isso de letra.

8 – CHAME A ATENÇÃO DELES

Existem muito mais animais somados na Terra do que apenas sete bilhões, ou seja, estamos em minoria. Estatisticamente, é mais fácil que extraterrestres encontrem um animal do que um ser humano. É claro que os alienígenas não têm como saber que você, uma pessoa, é mais inteligente que os animais, você é que deve mostrar isso a eles. Para tanto, basta tentar imitá-los em seu sistema de comunicação ou de reconhecimento do ambiente. Cedo ou tarde, eles devem perceber que você está tentando contato. Se quiser tocá-los, seja cauteloso; eles podem ser tóxicos ou venenosos para nós. É melhor fazer isso com uma vareta ou algo do tipo.

7 – EVITE UTILIZAR AS NOSSAS LINGUAGENS

De nada adianta você apontar com o dedo para um objeto distante esperando que um animal olhe nesta direção. Provavelmente, ele vai ficar encarando a ponta do seu dedo esperando ver algo ali. Da mesma forma, linguagens visuais que são óbvias para nós podem ser completamente incompreensíveis para um ser de outro planeta. O ideal é evitar fazer movimentos desnecessários que possam confundi-los. Se mexa apenas para lhes entregar algum objeto ou tentar sintonia com a forma de comunicação deles, não com a sua.

6 – USE MATEMÁTICA

Se os alienígenas estiverem realmente interessados em alguma coisa na Terra, provavelmente terão nos observado em segredo por muito tempo até aparecer para nós. Logo, deverão saber nossa linguagem. Mas se souberem, é provável que queiram ir direto contatar algum líder, e não desçam em um local aleatório. No caso de estarem aqui por acaso, a linguagem verbal jamais será útil. Por isso, é recomendável usar a matemática, algo que independe de culturas. Números são sempre números: se você tentar representar determinada quantia, a chance de ser entendido é maior.

5 – USE ASTRONOMIA

A melhor maneira de provar inteligência a um extraterrestre é mostrar que você tem ideia de como ele veio parar aqui. Por isso, tente desenhar o sistema solar, de preferência com as órbitas bem delineadas e com tamanhos proporcionais para o sol e os planetas. Tente indicar a Terra e mostrar a eles, de algum jeito, que se trata de “aqui”. Se eles são avançados o bastante para vir ao nosso planeta, devem ter ideia do que aquilo representa.

4 – SEJA HUMILDE

Depois de provar aos alienígenas que você é racional e deseja fazer contato, é hora de se relacionar com eles. Quando eles perceberem que você tem uma mensagem a passar, a tendência é que queiram aprender mais com você. O primeiro passo para uma comunicação mais avançada é frisar nomes básicos como “eu”, “você” e “aqui”, até que eles possam aprender o básico. No momento em que a comunicação ficar mais clara, você deve deixar claro que os humanos não julgam que são os únicos seres do universo e nem os mais importantes. É preciso mostrar sentimento de cooperação para com os visitantes.

3 – SEJA DIPLOMÁTICO

Depois de alguns dias de comunicação básica, é hora de começar também a aprender um pouco sobre quem são os extraterrestres, sua cultura e suas particularidades. Se eles tiveram capacidade de chegar aqui antes que nós fôssemos até eles, nós é que devemos aproveitar a oportunidade para adquirir conhecimento sobre viagens espaciais, tecnologia e outras ciências. Para que esta troca seja saudável, é primordial deixar claro para eles que não somos uma raça selvagem e ameaçadora, e sim colegas de universo.

2 – COLETE PROVAS

Nem sempre as pessoas que alegam terem encontrado extraterrestres apresentam algo para comprovar sua tese. Algumas mostraram coisas vagas, como uma cicatriz, algum outro tipo de marca ou um líquido no corpo que supostamente teria sido causado por alienígenas. Outros, mais avançados, já apareceram com fotografias, embora a autenticidade nunca tivesse sido comprovada. Dessa forma, se você fizer contato com um extraterrestre, certifique-se de que está levando provas concretas sobre as quais você possa explicar.

1 – DISTRIBUA AS PROVAS

Se você for abduzido e voltar em segurança à Terra, é necessário saber o que fazer com as provas. Não adianta guardá-las só para si ou mostrar o que foi coletado apenas aos seus amigos. O ideal é procurar organizações e publicações especializadas no assunto, além de contatar autoridades que tenham poder para investigar o caso mais a fundo. Se sua história for legítima, a verdade vai aparecer.
Fonte: hypescience

About these ads