Greenpeace

O Greenpeace Brasil – é um braço do Greenpeace no Brasil. O Greenpeace é “uma organização não-governamental, sem fins lucrativos, com mais de 30 anos de luta pacífica em defesa do meio ambiente. Presente no Brasil desde 1992, atua em 30 países”. No Brasil, a organização se instalou em 1992, por ocasião da Eco-92. Sua atuação envolve protestos e ativismo pelo meio ambiente. No Brasil, contam com cerca de 70 membros, além de 250 voluntários e 47 mil colaboradores e 300 mil ciberativistas.

A participação do Greenpeace no Brasil não se resume, no entanto, à preocupação com a escalada nuclear. A dilapidação dos recursos naturais da Amazônia, as mudanças climáticas, bem como a entrada dos transgênicos nos campos brasileiros e suas duvidosas consequências para o meio ambiente e saúde humana também atraem atenção especial da organização. Para alertar a população sobre essas questões fundamentais, o Greenpeace tem desenvolvido no Brasil diversos projetos de conscientização, como o programa Cidade Amiga da Amazônia, o Guia do Consumidor (lista de produtos com e sem transgênicos), a campanha de mobilização Mude o Clima, entre muitos outros.
O Jusweek! é membro do Greenpeace através de seu fundador.


*WWF

O World Wide Fund for Nature (WWF, “Fundo Mundial para a Natureza”) é uma Organizaçã0 não governamental (ONG) internacional que atua nas áreas da conservação, investigação e recuperação ambiental, anteriormente chamada World Wildlife Fund, nome oficial ainda em uso nos Estados Unidos e Canadá.
Foi fundada em 1961 na Suíça por um grupo de cientistas preocupados com a devastação da natureza. O nome foi mudado em 1986 devido à expansão e orientação da sua atuação para a preservação do ambiente como um todo (que reflete a interdependência de todos os seres vivos), em vez de se concentrar em espécies selecionadas de forma isolada. A sigla WWF foi mantida para evitar confusões e mensagens misturadas através de fronteiras e idiomas.

A partir da sede na Suíça a entidade se tornou uma rede mundial de defesa do meio-ambiente, com representações nos principais países do mundo. A rede é apoiada por pessoas de origens diferentes, preocupadas com o mesmo objetivo: garantir a preservação do planeta em que vivemos. É a maior organização independente do seu género no mundo, com mais de 5 milhões de associados a nível mundial, que trabalham em mais de 90 países, participando em aproximadamente 1300 projetos de conservação ambiental.

Com campanhas pela defesa do urso panda na China, hoje está em mais de 100 países, inclusive no Brasil, e atua na defesa das mais diferentes causas relacionadas com a natureza. Edita livros, revistas e cartilhas que ensinam a preservar o meio ambiente. Combate a destruição das florestas, a caça aos animais ameaçados de extinção, a poluição e o desperdício dos recursos naturais.

*SOS Mata Atlântica

A Fundação SOS Mata Atlântica – é uma ONG criada em 1986. Tem como missão defender o que resta da mata atlântica, conservando os patrimônios naturais, histórico, também para ajudar os animais selvagens, dessas regiões, buscando um desenvolvimento sustentável.
Tem como missão defender os remanescentes da mata atlântica, valorizar a identidade física e cultural das comunidades humanas que os habitam.

É uma ONG privada, sem vínculos partidários ou religiosos e sem fins lucrativos. A atuação da S.O.S Mata Atlântica é alertar, informar, educar, mobilizar e capacitar para o exercício da cidadania. Recebe financiamento de diversas e grandes empresas privadas nas mais diferentes áreas de atuação como bancos, indústrias automotivas, alimentícias, de produtos de higiene pessoal, e através de pessoas que se filiam à causa.
Entre seus projetos estão:
  • Clickarvore;
  • A estrada Parque de Itu1;
  • Floresta do futuro;
  • Mata Atlântica vai à escola;
  • Núcleo União Pró-Tietê;
  • Programa Observando o Ribeira;
  • Programa Lagamar.
Fonte: ContainerClothing
Anúncios